segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Mais um ano que passa....



A dois dias de acabar este ano, dou por mim a ver os outros 363 dias que passaram.... entre coisas boas, e posso dizer que muito boas, as más também foram muito más!!!

E ainda estamos na travessia das coisas más! E como se não bastasse um corte nas telecomunicações que me tem mantida afastada do blog e de todos os contactos que tenho virtualmente!

Até com a família o contacto é assim!

Espero que esta situação seja resolvida quanto antes, mas enquanto não se resolve os dias custam de passar, a rotina do emprego novo torna-se interminável e a vontade de me meter a fazer as coisas que mais gosto ficam em 2º plano.... 

Ficam uns quantos planos mais atrás, mas as forças começam a esgotar-se e o limite está muito próximo e antes que o atinja, mas vale não pensar muito e deixar rodar!

E depois do Natal, que não pude mesmo fazer nenhum post, não podia deixar passar o fim de ano!

Sim porque depois de um ano catastrófico, também houve coisas fantásticas! Mais não seja pela pessoas que este mundo virtual me trouxe e que sinceramente, é como vivessem aqui ao lado!

Estão espalhadas por esse mundo desde as altas terras da Escócia, passando pelos Alpes Suiços e terminando por terras de Vera Cruz! Lá para os lados do trópico de Capricórnio onde o calor neste momento abunda! Ao contrário da Sibéria que nos tem brindado com muita neve e muitooooooo frriiiiooooooo!! Depois destas terras longínquas, que se tornam mais perto com o toque de um teclado, estão também aqueles que estão por terras lusas e que cada dia mostram o carinho e preocupação por nós!

Mas este post, além de ser um post de fim de ano, é a melhor maneira que encontrei de mostrar o meu carinho pela Helena, a tal das terras de Vera Cruz! Que tem sido muito mais que uma vizinha virtual, como ela diz!

Podia estar aqui a fazer uma montanha de elogios, mas sujeito-me a levar um puxão de orelhas virtual, e tudo aquilo que penso sobre ela, ela sabe!

E além disso é o dia do seu aniversário! Como me provocaste com a torta Red Velvet da Donna Hay, aqui está ela para te desejar um dia muito feliz rodeado da família que tens toda juntinha! Pena mesmo, é que não a possas provar, porque é simplesmente maravilhosa!

Lá terás que a fazer tu para veres que tenho razão!!


Torta Red Velvet 
(receita da revista de Natal da Donna Hay)






Ingredientes:

- 75 gramas de farinha de trigo
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 2 colheres de sopa de cacau s/açúcar
- 5 ovos
- 110 gramas de açúcar
- 1 colher de sopa de corante vermelho em gel
- 50 gramas de manteiga s/sal derretida e fria
- 2 colheres de sopa de açúcar para enrolar
- açúcar em pó para polvilhar

Creme de Mascarpone

- 100 ml de natas
- 50 gramas de açúcar em pó
- 1/2 colher de chá de essência de baunilha
- 250 gramas de mascarpone


Execução:

Untar com manteiga e forrar com papel vegetal um tabuleiro de 30 X 40. Juntar a farinha, o fermento, o cacau e peneirar 3 vezes. Reservar.

Bater os ovos com o açúcar e o corante, durante 10 - 12 minutos. Juntar a mistura de farinha e envolver com uma colher. Por fim adicionar a manteiga e envolver na massa.

Levar ao forno, pré aquecido a 180ºC, durante 7-8 minutos.

Colocar um pano limpo ou papel vegetal sobre a mesa, e polvilhar com as duas colheres de açúcar. Desenformar a torta e colocar sobre o pano. Enrolar e deixar arrefecer.

Entretanto batemos o queijo mascarpone até ficar cremoso e reservamos. Batemos as natas com o açúcar e a essência de baunilha, em chantilly suave. Envolvemos suavemente no mascarpone.

Depois de fria a torta, desenrolar e espalhar o creme, e enrolar novamente. Polvilhar com o açúcar em pó de modo a cobrir bem a superfície.






Já antes me tinha atrevido a experimentar uma receita Red Velvet! Esta é ligeiramente diferente, mas igualmente voluptuosa! Sim atrevo-me a dizer-me este palavrão porque este pedacinho de torta é simplesmente delicioso. O recheio então é a cereja no topo!





E assim desta maneira, felicito uma amiga por mais um aniversário, que eu espero estar nos próximos, e para despedir o 2013 que me tem cansada!!

Esperar que o 2014 seja muito mais generoso ou que pelo menos seja menos difícil do que este!

E nesta parte incluo voltar a ter mais tempo para fazer aquilo que gosto e poder ver os pequenos crescer, porque ultimamente só nos encontramos ao pequeno almoço e na hora de jantar!




Mas ainda assim, haverá sempre alguma coisa da que me vou queixar! Já não é defeito, é mesmo feitio (risos)!!

Que 2014 seja assim de colorido e voluptuoso!

Até lá!


domingo, 15 de dezembro de 2013

3ª BundtMania - Round Up - Tema Livre



Et voilá! Aqui estou eu para mostrar o que deu esta 3ª edição do BundtMania! Se calhar um dia destes vou ter que reiterar estas edições, com a outra bundtmaníaca, a Lia do Lemon and Vainilla. A minha colecção é enorme, mas depois de uma edição de tema livre, tenho a dizer-vos que aumentou ainda mais!! Eu já lhe perdi a conta, mas ainda assim é um regalo para os olhos, ver estas pequenas maravilhas!

Sim porque aqui entre nós, que ela não nos ouve porque anda entretida a preparar a 4ª edição do BuntMania, acho que ainda é mais maluca do que eu por estes bolinhos densos e, e, e, e, simplesmente fantásticos!! 

É que são mesmo fantásticos e quem já experimentou, já voltou a repetir, verdade? Ora levante o dedo quem acha o contrário!! ( nem se atrevam a contrariar a Mamã (risos)!!

E agora comecemos então este desfile, que apenas nos alegrará a vista, mas aviso que no fim saiem com vontade de provar todos!! 


O mote desta edição foram os Mini Bundts de Champanhe que apareceram para celebrar o aniversário deste cantinho!




Logo de trás veio a minha doce Joana, do Entre Tachos e Sabores! A falta de tempo para participar nesta Mania, tinha-a afastada, mas desta vez conseguiu e trouxe um bundt de Marmelo e Cenoura!! Mas rápida do que ela, impossível!!





E como o tema é livre o chocolate foi um dos eleitos! A Lia, a outra como eu, trouxe um singelo bundt de Chocolate e Canela!! Singelo só porque ela diz, porque um Bundt assim é mais do que singelo!






Só com estes dois, já me apetece ir para a cozinha!! Estes round-up's são um sacríficio para mim!! (risos)


A Marisa do Sabores da Vida para esta edição trouxe um dos meus bolos preferidos mas em forma de Bundt! Um Cinamon rolls Bundt Cake.... Sabem que vos digo, é simplesmente perfeito!






A Paula Guerreiro também faz questão de estar presente sempre que pode, mesmo nao sendo blogger já foi apanhada por esta mania!! Paula nunca pensaste fazer um blog?
A receito foi inspirada numa cozinha vizinha e podem ver aqui como se faz este maravilhoso Bundt de Maçã, Courgette e Erva Doce.





A Maria João, do Ponto de Rebuçado, culpa-me a mim pelos bundts que vai fazendo lá por casa!! Bem eu ja dei umas quantas voltas à cabeça e não entendo porquê! Prontooo, eu assumo, mea culpa! Mas quando dissemos que o tema era livre, não se falou em chocolate, mas foi este o mote para um Bundt Cake de Chocolate e Mascarpone! Eu aqui nao tenho culpa nenhuma!




E uma estreia na BundtMania! A Patricia do Café Patita, traz este pedaço de rubi! Sim uma verdadeira jóia pelas cores... porque os aromas tenho que os imaginar!! Um Bundt Cake de romã e sementes de papoila!!






Descobri o blog da Cuca, o Dona Biscoito, na ultima edição! E mais uma vez fez questão de estar presente! Desta feita trouxe um Bundt Cake de Marmelada, Côco e Groselha!!
Alguem se resiste ainda??






A Lenita, do Tentações sobre a Mesa, trouxe um Bundt Cake de Maçãs e Especiarias! Eu sempre disse que a maçã é o fruto do pecado e mais uma vez o confirmo!!
Este bolo é uma tentação!!!





Se o Natal é quando um Homem quer, o Verão também! Senão perguntem ao Célio, do Sweet Gula! Que tinha as amoras guardadas e em pleno Outono nos brinda com um Bundt Cake de Amoras e Limão. Lindo?? É muito mais do que isso!





Sempre presente nesta BundtMania é a Lúcia do Barriguinhas, o que me deixa muito honrada!!
E trás sempre receitas maravilhosas! Vejam este Bundt Cake de Natal!





Outra menina que me culpa é a Ana do Telita na Cozinha! Mas ainda conseguem ser piores do que eu a fazerem bundts. Este Bundt de Irish Cream e Ganache de Chocolate, está baixo mira! 
(Um dia destes, com tanta coisa baixo mira, vou arranjar algum problema nos olhos!! (risos)!





E o Natal que já está quase aí, serviu de inspiração para esta estreia nos Bundts, da minha doce Pipas, do Delícias da Pipas!
Um Bundt de Claras e Canela.... Simples não é? Então espreitem a calda que o acompanha!!!






Mais uma estreia nesta BundtMania e um blog que não conhecia! E é sempre bom ver como passamos a mensagem e as pessoas aderem!
A Susana do Basta Cheio, trouxe um Bundt de Iogurte com recheio de Côco e Chocolate!!






É uma estreia nesta BundtMania, mas não nos Bundts! Sim porque a menina Rita, do Bem Bons, é tão ou mais perdida do que eu!! Não é Rita?
E para esta edição trouxe um Bundt Surpresa de Canela!! És mesmo provocadora, pá!!






Outra das meninas que faz sempre questao de estar presente, é a Sandra do That Sweet Cake! Nao me culpa, mas já se rendeu! E mais... Agora também faz mini Bundt Cakes de Limão! Ficam tao lindos!!





Outra que tenta sempre estar presente nestas edições, é a Miss Ginja, como carinhosamente lhe chamo, do Ananás e Hortelã! Entre muito trabalho, lá conseguiu um diazinho e fez um Bundt de Chocolate e Alfarroba! Como diz no post, um bolinho para momentos felizes.





A Gori do Doce de Fim de Semana, diz que é má a gerir o tempo! Falhou uma ediçao por esse motivo, mas desta fez questão de gestionar e chegar a tempo!
E um Bundt Cake Mármore de Abobora e Chocolate, chega sempre a tempo!!!





A Silvía fez questão de estar presente! Eu imagino a correria naquela cozinha, para chegar a tempo!
Um Bundt Cake de Laranja e Champanhe! Requintado não é?




E são estes os magnifícos desta edição do BundtMania! Mais contente não poderia estar, porque além de fantasticos, demonstram o esforço e a dedicaçao de cada um!

So vos posso agradecer, em meu nome e da Lia, o vosso empenho!!

E a comparação com as outras edições há uma pequena lembrança! Se bem que desta vez todos a mereciam, porque não há melhores, são todos simplesmente estupendos! Mas com nao se pode mandar uma pequena lembrança a cada um, o vencedor desta edição é o Bundt de Chocolate e Alfarroba, da Miss Ginja.

Já sei que o post já vai longo, mas nao posso deixar de partilhar com vocês uma citaão que a Pipas usou no post do Bundt Cake de Claras e Canela, que me deixou muito sensibilizada:


"O hábito de prestar atenção a pequenas coisas e de dar valor a pequenas cortesias é uma das marcas importantes de uma pessoa boa." (Madiba)



E por falar em pessoas boas, agora não se esqueçam de passar pelo blog da Lia, o Lemon and Vainilla, que têm preparada a proxima ediçao do bundtmania!

Ainda nao se renderam??


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

E assim passam 5 anos!



Sim, vou falar do tempo! Já sei que sou chatinha, mas o tempo por aqui não dá tréguas!!

Especialmente quando se trata de aniversários e hoje cá em casa, os pequenos comemoram 5 anitos!! Caso para eu dizer como passa o tempo!!

Passou num instante... Agora que os vejo fazerem aquilo que querem e não aquilo que EU quero, é que me dou conta que o tempo passa.

Dou por mim a ver as fotos de há cinco anos! Naquela altura eram como bonecos! Ainda o são, mas já não me deixam é pôr e dispôr! O que eu gostava de os meter dentro dos cestos da roupa com almofadas e eles ali ficavam a brincar, enquanto eu fazia as coisas da casa!




Agora?? Está bem, está! Como não estejam a dormir ou na escola, nesta casa nada se arruma! E quando se arruma ainda exclamam, oh tudo arrumadinho!!

E hoje está tudo patas ao ar! Especialmente a cozinha que parece que passou por lá um vendaval! E pronto, tudo por uma boa causa e neste caso o aniversário dos gémeos!

Desde o dia do meu aniversário que tinha debaixo de olho o Rainbow Cake! Quando o vi pensei logo nos catraios! Ora pois, a altura chegou! Entre alguns desastres, sim desastres, acabou por sair um Rainbow Cake com menos cores do que aquelas que era suposto, mas ainda assim, estou feliz com o feito! Ponham-me um saco de pasteleiro na mão e eu sou feliz! E mais neste dia!




Rainbow cake
receita retirada daqui e daqui


Ingredientes:
- 5 claras de ovo temperatura ambiente
- 230 gramas de manteiga temperatura ambiente
- 430 gramas de açúcar
- 2 colheres de chá de baunilha
- 430 gramas de farinha
- 4 colheres de chá de fermento em pó
- 1/2 colher de chá de sal
- 335 ml de leite (aquecido 30 segundos no microondas)
- Corantes alimentares em GEL laranja, verde, azul, ...

Recheio e Cobertura
- 1000 ml de nata 35% MG ( usei President Professional)
- 200 gramas de açúcar em pó
- pintarolas para decorar

(Quanto aos corantes, é nesta parte que acontece o desastre! Nao tinha todas as cores necessárias para as camadas e como tal numa delas tentei fazer o violeta, mas usando corante líquido! Erro crasso! Os corantes em gel ou em pó são muito mais estáveis e as cores muito mais vibrantes! Em resumo, uma das camadas ficou destruída! E ao fazer a divisão da massa tb me enganei, por so tinha 5 cores. Mas ainda assim o procedimento do bolo é feito como se tivesses todas as camadas.)






Execução:

Numa taça colocamos a farinha, o sal e o fermento em pó. Reservamos.

Colocamos a manteiga e o açúcar numa taça e batemos, até obtermos uma mistura suave e fofa. Adicionamos as claras uma a uma, a uma velocidade média, misturando bem entre cada adição.

Juntamos a baunilha e 1/3 do leite. De seguida juntamos 1/3 da farinha e vamos batendo a velocidade média, alternando o leite com a farinha, devendo terminar com a farinha.

Pesamos a quantidade de massa obtida (1500 gramas no meu caso) e dividimos por 6. Colocamos em taças separadas a quantidade de massa correspondente e adicionamos os corantes. A quantidade de corante é ao critério de cada um, podendo regular a intensidade da cor.

Pré-aquecemos o forno e untamos formas de 22 cm de diametro com manteiga e cobrimos o fundo com papel vegetal, voltando a untar.

Leva-se a forma ao forno, no meu caso por separado, durante 10-15 minutos, ou até que o palito saia seco.

Deixamos arrefecer sobre uma rede.

Quando estiverem todas frias podemos proceder à montagem do bolo.

Para o recheio:

Bater 500 ml de natas com 100 gramas de açucar até obter um chantilly mais forte.

Para montar o bolo começamos por colocar a camada mais escura, neste caso a azul, e de seguida 3 a 4 colheres de sopa do recheio.
Colocamos a seguinte camada e voltamos a fazer o mesmo processo, devendo terminar com a camada que não levou nenhum corante.

Cobrir todo o bolo com o chantilly e reservar até ao dia seguinte para finalizar a decoração.



Para a decoração batemos as restantes natas, 500ml, com o restante açucar em pó, 100 gramas. Com o saco de pasteleiro munido de um bico estrela, no meu caso o Wilton 1D, fazemos as rosetas de maneira a cobrir todo o bolo. 
Colocamos pintarolas no meio das primeira fila de rosetas e reservamos no frio, retirando meia hora antes de servir.





Eu vejo branco por todo lado!! Até o bolinho dos catraios é branco, tirando o interior! E como desta casa nunca sai nada sem eu provar, ou nao se publica nada, retirei o centro a cada uma das camadas para poder fazer este mini e assim aproveitar para encher o vazio que ficou com pintarolas.

Enquanto arrefeciam as camadas os pequenotes, andaram sempre de volta de mim, tal era a excitação! Ainda nao viram o bolo terminado, mas acho que quando o virem o sorriso vai aparecer de certeza!





Tal e qual como me apareceu a mim quando o vi terminado e quando o provei!! Ainda bem que optei por mudar o recheio e a cobertura da receita original, porque aquilo ia ser um desastre na certa!! Eu a fazer merengue? Assim foi muito mais facil e o resultado.... Bem esse é simplesmente fantastico!




E pronto, este será o bolinho da festa de anos dos gémeos! E eu espero que a vida deles seja assim, cheia de rosas e de cores! Se houver espinhos, eu cá estarei para os ajudar!!

Enquanto isso, vou ali acabar as coisas, porque já sabem, o tempo passa!

domingo, 8 de dezembro de 2013

Venha o chocolate!!

Os dias por aqui passam todos a correr!! E eu nao consigo acompanhar o ritmo, por mais que queira!! Houve mudanças de trabalho e os dias digamos que são com outra rotina!

Se antes as horas de almoço eram a correr, agora passam à velocidade da luz, sem que me dê tempo de fotografar ou adiantar o que seja! Ficam-me os dias de folgas e esses sao aproveitados ao máximo!!

Foi por isso que aproveitei para fazer mais esta receita do Dorie's à Sexta, que me pareceu fantástica para animar!!

O chocolate é um bom anti-depressivo sabiam?? 

O nome da receita deixou-me logo curiosa e como em outras ocasioes, como nao tenho o livro, procurei na net fotografias do mesmo. Digamos que o nome nao fazia jûs às fotos e por isso resolvi fazer mais esta receita da Dorie, em tamanho mini!

O que é pequenino, é sempre muito mais bonito!!


Low and lush chocolate cheesecake






A receita fica como a original onde anotarei as alterações feitas por mim.
(Tradução de Patrícia Vilela)
(12 mini cheesecakes)





Ingredientes:
Massa:
- 1 1/2 chávenas de migalhas de bolachas (tipo graham cracker) (usei 100 gramas de bolachas de chocolate)
- 2 colheres de sopa de açúcar (não coloquei)
- 1/4 de colher de chá de canela em pó
- 3 colheres de sopa de manteiga sem sal derretida (usei só uma, mas podemos por 2)

Recheio:
- 680g de queijo-creme à temperatura ambiente (300 gramas de philadelphia)
- 1/2 chávena de açúcar (50 gramas de açúcar)
- 3 ovos grandes, à temperatura ambiente (1 ovo L)
- 1 colher de chá de extracto de baunilha (1/2 colher de chá)
- Uma pitada de sal
- 115g de chocolate semi-amargo, derretido, ligeiramente arrefecido (60 gramas de chocolate a 52% de cacau).
- 3 colheres de sopa de crème fraiche (bem cheias)
- 1 colher de sopa de açucar em pó
- perolas de chocolate para decorar


Para a base: 
Misturar todos os ingredientes com as pontas dos dedos; colocar numa forma de tarte com aproximadamente 22cm, pressionar com os dedos e levar ao congelador por 10 minutos. Levar ao forno, a 185º por 10 minutos, ou até dourar ligeiramente. Arrefecer numa grade; manter o forno ligado.
( Exactamente o mesmo procedimento, mas usei formas de muffins, colocando em cada forma uma colher de sopa desta massa).

Num processador de alimentos, bater o queijo-creme juntamente com o açúcar, raspando a tigela 2 ou 3 vezes, durante 2 minutos. Adicionar os ovos, a baunilha e o sal: pulsar 4 vezes, raspar a tigela e pulsar mais 2 vezes. Despejar o chocolate, pulsar e raspar algumas vezes para misturar bem a massa.
( Fiz numa taça usando o batedor de arames. Depois de bem misturada colocar uma colher de sopa bem cheia em cada forma.)

Retirar a tigela do processador e bater no balcão para eliminar as bolhas da massa. Deitar na forma. 

Levar ao forno por 35 a 40 minutos, aproximadamente. A parte superior deve estar inchada e definida, mas o centro do bolo ainda estará um pouco instável. Transferir a forma para uma grade de arrefecimento e deixar arrefecer até à temperatura ambiente; levar ao frigorífico durante pelo menos 8 horas, ou até 3 dias.

Antes de servir retirar do frigorifico e deixar a temperatura ambiente 10 a 15 minutos. Bater a crème fraiche e colocar nos mini cheesecakes com a ajuda de um saco de pasteleiro ou uma colher.




Até os post's são a correr!!! O que também se come a correr, são estes minis!! Ou melhor, desaparecem também à velocidade da luz!

Destes ja nao reza a história e certamente que se repetirao aqui por casa, porque vai haver festa!! Depois ja vos conto!!



Tenho ou não razão que o chocolate é antidepressivo??


domingo, 1 de dezembro de 2013

Carta ao Pai Natal






E como estamos no início do mês de Dezembro, é a altura de começar com as decorações de Natal!!

Por isso as bolachinhas de hoje! São para receber o senhor das barbas brancas e bem podiam ser a árvore de Natal! Embora se isso acontecesse iria ter um problema, não ia durar até ao dia de Natal. 

Esta ideia da árvore de Natal já a tinha debaixo de olho desde o ano passado, quando a vi no Sabores com Contraste. Se bem que no Pinterest o que não falta são sugestões para a época que se aproxima.


Estrelas de Amêndoa
Receita retirada da Revista Cuisine Actuelle Dez.2013 n.º276






Ingredientes:
- 200 gramas de farinha
- 125 gramas de manteiga s/sal temperatura ambiente
- 125 gramas de açúcar
- 40 gramas de amêndoa moída
- 1 ovo L
- Açúcar em pó para polvilhar
- Açúcar dourado (opcional)
- Cortadores em forma de estrela de diferentes tamanhos





Execução:

Colocar a farinha, o açúcar, o sal, e a amêndoa numa taça. Juntar a manteiga e com as pontas dos dedos envolver com a mistura seca, de modo a obter como umas migalhas grandes. 

Juntar o ovo e envolver de modo a que a massa fique homogénea.

Envolver em película aderente e deixar repousar uma hora no frigorífico.

Retirar a massa no frigorifico e numa superficie enfarinha esticar até obtermos uma espessura de 4 mm. Cortar as bolachas com a forma desejada e colocar num tabuleiro forrado com papel.

Levar ao forno, pré aquecido a 180ºC, durante 10 minutos ou quando estejam douradas.

Retirar e deixar arrefecer sobre uma grelha.

Para a montagem da mini árvore de Natal, sobrepor diferentes tamanhos de estrelas começando no maior e terminado no mais pequenos. Polvilhar com açúcar em pó.





Adoro o sabor que a amêndoa aporta a bolachinhas assim!! Ficam com uma sabor simplesmente delicioso e super estaladiças!!

Enquanto arrefeciam andavam umas maozinhas pequeninas a roubar as mais pequenas!! Mas as que acabaram por roubar foram mesmo as brilhantes! Essas já não chegam para o Pai Natal!





O melhor mesmo será repetir esta receita para o senhor das barbas grandes e começar a decorar a árvore de Natal, porque esta teve apenas um brilho momentâneo! 

Eu já sabia que não iam durar muito!! E desde já aviso que são altamente viciantes...

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Mais um desafio!!



Desde a última publicação que o tempo não melhorou muito pela Sibéria! Continuamos na mesma.... Bem eu diria mesmo que até piorou!

Os principais acessos estiveram fechados e esta aldeia perdida no meio dos Pirinéus, parece uma cidade fantasma! E não é só pelo branco, mas sim pela ausência de turistas. A vida do dia a dia continua, porque num país de neve não pára nada! Se bem que eu sou da opinião que há dias que mais valia não sair de casa, mas isso sou eu a pensar!





Pois não bastando estas aventuras diárias e ainda me meto noutras! Ou não fosse este blog, um retrato das minhas aventuras, pessoais, e culinárias.

Já não é a primeira vez que faço receitas da revista Whole Kitchen e não será a última, mas desta vez não é uma receita qualquer. É a receita do desafio mensal do Círculo Whole Kitchen.

Da última vez que andei por lá, arrisquei e preenchi o formulário para pertencer ao Círculo. A resposta ainda demorou, mas quando a recebi dei de caras com uma receita que não estava nos meus domínios.

Mais uma aventura, na qual tenho muito gosto em participar!





Mil Folhas, Milhojas ou Mille Feuille!

Esta é a minha primeira participação! E pensei eu, bem terei que experimentar alguma vez massa folhada caseira! Em tanta aventura que já me meti, nunca me meti na massa folhada. Alguma vez tinha de ser a primeira... Isto pensei eu! Sim, tive que fazer a massa folhada, mas não uma massa folhada qualquer! Uma massa folhada do senhor Hermé, que é um dos melhores mestres pasteleiros de França.

Custou, mas foi! E só à 3ª tentativa é que consegui o resultado que eu queria e que assim pedia a receita!! Como diz o povo, à 3ª é de vez!

Ora o mil folhas é um pastel muito tradicional por terras gaulesas! Caracteriza-se por ter 3 capas de massa folhada, que se alternam com um creme pasteleiro suave. Este creme pode ser substítuido por natas batidas ou com uma infinidade de recheios que levam a uma maior variedade por esse mundo fora.

O mil folhas pode ser apresentado de várias maneiras e até mesmo a massa folhada que o constitui pode ser diferente.

Para este desafio o mil folhas terá que ser caramelizado e a massa folhada é invertida! Pronto eu assumo! É complicado, mas vale bem a pena todo o trabalho pelo resultado final!!

Massa Folhada Invertida
Receita de Pierre Hermé

Para 500 gramas de massa:

1ª massa:
- 60 gramas de farinha (metade T45, metade T55)
- 160 gramas de manteiga s/sal temperatura ambiente (com 84% MG)

2ª massa:
- 150 gramas de farinha (metade T45, metade T55)
- 5 gramas de sal fino
- 50 gramas de manteiga s/sal, derretida e fria
- 100 ml de água fria
- 1/4 de colher de chá de vinagre (não coloquei)

Execução:


Para a primeira massa, juntar a farinha e a manteiga numa taça e amassar. Formar uma bola e  colocar entre duas folhas de película aderente e dar a forma de círculo, com aproximadamente 15 cm de largura e 2 cm de espessura. Reservar no frígorifico durante 2 horas.

Noutra taça preparar a 2ª massa, juntando todos os ingredientes ao mesmo tempo, à excepção da água para que a massa não fique demasiado mole. A massa deve ficar com uma textura elástica e não pegajosa.

Formamos um quadrado de 15 cm de largura e 2 cm da espessura. Envolve-se em película aderente e reserva-se no frigorifico 2 horas.

Passado estas duas horas retira-se o círculo do frigorifico e com o rolo da massa estica-se, mesmo com a película aderente até obtermos um circulo com o dobro de tamanho e 1 cm de espessura.

Polvilha-se a mesa/bancada com farinha e coloca-se este círculo e ao centro colocaremos o quadrado da 2ª massa.

Cubrimos o quadrado com a 1ª massa de maneira a que não fique nenhuma parte da 2ª massa exposta. Com o rolo da massa pressionamos suavemente de maneira a que a primeira massa se mistura com a segunda.

Esticamos até obter um rectangulo 3 vezes mais comprido, que largo. Ter o cuidado de ir polvilhando com farinha, para impedir que se pegue ao rolo e à bancada.

Dobramos o quarto superior até ao meio(1) e de seguida o quarto inferior(2), ficando as pontas do rectângulo frente a frente. Dobramos depois pela metade, fazendo assim aquilo que se chama a volta dupla ou em carteira (3).




Rodamos esse rectângulo de maneira a que a dobra fique virada para o nosso lado esquerdo. Neste processo é importante ter em conta esta viragem, porque vai influenciar o resultado final da massa folhada.

Envolvemos este rectangulo em película aderente e guardamos no frigorifico 2 horas.

Passado este tempo retiramos do frigorifico e colocamos na bancada. Com o rolo da massa pressionamos este rectângulo e voltamos a esticar outra vez de maneira a obter um rectangulo 3 vezes maior que largo, voltando a fazer mais uma volta dupla. Envolvemos na película aderente e colocamos mais 2 horas no frígorifico.

Findo este tempo, pressionamos a massa e voltamos a esticar. A dobragem nesta fase final é a chamada volta simples (ver esquema).




Rodamos o rectangulo 90º para a nossa esquerda e voltamos a esticar este rectangulo 3 vezes mais comprido. Fazemos uma volta simples e envolvemos na película aderente e repousa no frigorifico 2 horas.

Antes de usar a massa ajudamos a que fique um pouco mais suave passando as mãos. Esticamos num rectangulo 30x40 e colocamos num tabuleiro forrado com papel vegetal e pincelado com água. Picamos a massa com um garfo e reservamos 1 a 2 horas no frigorífico antes de levar ao forno.


Massa Folhada invertida caramelizada

- Um rectangulo 30x40 da massa descrita anteriormente
- 45 gramas de açúcar em pó
- 25 gramas de açúcar

Pré aquecer o forno a 230ºC. Retiramos a massa do frigorífico e polvilhamos com o açúcar em pó. Colocamos o tabuleiro no forno quente e baixamos a temperatura a 190ºC. Ao fim de 8 minutos, cubrimos a massa com uma rede para impedir que cresça demasiado e cozemos durante mais 5 minutos.

Retiramos o tabuleiro e retiramos a rede. Cubrimos o rectângulo com papel vegetal e viramos para outro tabuleiro com o mesmo tamanho, sem desligar o forno e subindo a temperatura para 250 ºC.

Polvilhamos com o açúcar e levamos o tabuleiro ao forno quente, o tempo suficiente para que o açúcar se caramelize e adquira uma tonalidade dourada.

Cortamos rectangulos da medida que desejarem, usando uma faca bem afiada, usando cortes secos. Deixamos arrefecer sobre uma rede.

O recheio pode ser creme pasteleiro ou outro da vossa preferência. Usei um ganache de chocolate negro aromatizado com côco.

Ganache de chocolate com côco
- 200 ml de natas
- 200 gramas de chocolate negro a 74%
- 2 gotas de essência de côco

Numa taça colocar as natas e aquecer no microondas até ferver. Partir o chocolate em pedaços pequenos e deitar nas natas. Deixar 5 minutos e misturar até obter uma mistura homógenea. 

Deixar arrefecer durante uma hora. Juntar a essência e misturar bem.  

Colocar o ganache de chocolate num saco de pasteleiro, com o bico que mais nos apeteça e rechear os rectangulos de massa folhada. São necessários 3 para montar o mil folhas, mas só se recheiam 2.






Devem ser servidos os mil folhas assim que seja feita a montagem. Uma das características desta receita de massa folhada do Hermé, é que são muitoooooo estaladiços!!



Uma receita complicada, eu sei! Um post imenso, também sei. Mas tinha que ser assim, dada a extensão da receita e as explicações! Em caso de dúvidas estou aqui para ajudar, porque esta deve ter sido a Aventura mais complicada que me meti, depois dos mini bundts com a massa de açucar.



Mas se nunca se experimenta, nunca sabemos o porquê das coisas! E depois de me ter informado sobre o dito pasteleiro, estes mil folhas são uma das suas imagens de marca, pelas texturas que se obtêm.







Admito que não é fácil, mas posso-vos assegurar que o resultado vale todo o esforço. E mesmo que não façam o mil folhas, sempre têm massa folhada para croissants!

Fico à espera do próximo desafio e espero ter um bocadinho mais de tempo para passar por aqui!!

Imaginam o estaladiço que é?